Notícias

 | 01/08/2008 11h10min

Presidente da Fifa desmente polêmica com Cristiano Ronaldo

Joseph Blatter foi acusado de chamar o jogador de "escravo do Manchester"

O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter, desmentiu nesta sexta-feira ter acusado o Manchester United de manter o atacante português Cristiano Ronaldo como um escravo. Mas Blatter disse que no futebol atual existe uma escravidão moderna.

Blatter negou a polêmica em entrevista coletiva após a inauguração de um campo de futebol construído com recursos da Fifa, no Vietnã.

Durante o encontro com os jornalistas, Blatter acrescentou que nunca disse que Cristiano Ronaldo era um escravo, e explicou:

- Existe é uma moderna escravidão com jovens de 13, 14 e 15 anos, quando os mesmos são levados para grandes clubes - compara.

A polêmica surgiu no mês passado, quando Blatter disse que o Manchester United devia liberar o jogador se este desejasse ir para o Real Madrid apesar de o contrato do português com a equipe inglesa ainda estar em vigor.

O dirigente afirmou que os dois clubes e o jogador devem encontrar uma solução na qual a Fifa não vai intervir, e declarou que a entidade não tem nada a dizer sobre o assunto.

EFE
Paul Buck, EFE  / 

Cristiano Ronaldo quer ir para o Real Madrid
Foto:  Paul Buck, EFE


Comente esta matéria

Notícias Relacionadas

31/07/2008 10h23min
Cristiano Ronaldo reafirma desejo de jogar pelo Real Madrid
24/07/2008 13h58min
Tevez diz que desejo de Cristiano Ronaldo deve ser respeitado
 
© 2012 Pensecarros.com.br. Todos os direitos reservados.
O melhor e mais completo guia de classificados online de veículos da região sul.