Conheça as opções de lareiras funcionais e decorativas

Das tradicionais lareiras à lenha e salamandras de ferro às modernas lareiras ecológicas

O inverno começou oficialmente e uma das delícias da estação é acender a lareira na companhia da família, dos amigos ou de um bom livro. As opções no mercado vão além do funcional e trazem charme a qualquer ambiente. Os três tipos mais encontrados são as lareiras elétricas, à gás e à lenha. Mas as lareiras ecológicas vêm modernizando o mercado brasileiro sob as novas exigências de consumo consciente.

As tradicionais salamandras dão um ar vintage a qualquer ambiente e vêm ainda em versões contemporâneas semelhantes às estufas. Explicamos como funciona cada um dos formatos. Porém, é importante salientar que antes de efetuar a compra é necessário a orientação de um profissional para garantir a segurança da instalação. A lareira deve ser proporcional ao tamanho do ambiente: uma sala de 100 m³ por exemplo, pede uma lareira de 54 cm.

Lareiras  a gás
Uma opção que não faz sujeira e nem fumaça pois não gera fuligem. É indicada também para apartamentos, e para os tamanhos pequenos (menores que 1,77) não são necessários os tubos verticais de exaustão. Um cano de cobre conecta a saída da lareira até a entrada de gás na cozinha. Duas observações importantes na hora de comprar: verificar se o modelo escolhido é compatível com o modelo de gás que você usa em casa – de botijão ou GLP encanado, e escolher uma marca que seja homologada por um órgão competente, como a ABNT (NBR 13.932). A instalação deve ser feita por profissionais. Um dos cuidados é a existência de uma válvula para bloquear a passagem de gás caso o fogo apague.

Esteticamente a lareira à gás da um ar contemporâneo ao ambiente em que for instalada. Pode ser em formato linear com proteção de vidro temperado ou no formato com grelha, que vem acompanhado de toras de cerâmica imitando a lenha, ou de pedras vulcânicas. As pedras duram muitos anos, mas um cuidado na compra: elas devem ser isentas de enxofre.
Lareira à gás Tecniarte Lareira linear a gás com pedras vulcânicas da Tecniarte

Lareiras elétricas
A vantagem desta opção é a facilidade de manuseio, para ligar basta apertar um botão – da lareira ou do controle remoto. A diferença desta para a lareira a gás, é que na elétrica não há queima de fogo. O sistema é o mesmo dos aquecedores, sendo necessária uma tomada. E para o efeito do fogo queimando há duas opções: toras de cerâmica imitando as lenhas de madeira ou imagens de chamas em 3D.

Como o principio de funcionamento é o mesmo das estufas, a lareira elétrica tira a umidade do ambiente. Então, é indicado deixar um recipiente com água no local. Aproveite para complementar a decoração com um vaso de água que combine com os elementos da sala. Chama 3D da lareira elétrica da DIMPLEX

Chama 3D na lareira da Dimplex

Lareiras à Lenha
As clássicas lareiras à lenha preservam o cheiro de pinho, os estalos da madeira queimando e a cor natural do fogo. Elas podem ser feitas de alvenaria ou de metal. Existe as opções de comprá-la prontas ou mandar fazer sob medida embutida na parede. Ambas necessitam do auxílio de um profissional para fazer corretamente a canalização da fumaça. E a construção da lareira de alvenaria deve ter o acompanhamento de um arquiteto.

O tamanho do equipamento deve ser calculado para que haja eficiência tanto na função de distribuir calor quanto no espaço disponível no ambiente. Cuidados como utilizar um tijolo refratário e uma porta térmica de vidro evitam problemas no futuro.

Modelos à lenha da Companhia das Lareiras e Churrasqueiras Modelos de lareira chilena, canadense e dana (da esquerda para a direita) da Companhia de Lareiras e Churrasqueiras



Assoprador de lenha Ph Piscinas Acessórios como o assoprador de lenha da Ph Piscinas são um charme extra na decoração

Lareira Ecológica
Feita em recipientes de aço inoxidável, a chama da lareira ecológica se mantém acesa através do biofluido à base de etanol. A substância foi desenvolvida especialmente para este fim e sua combustão não produz fumaça nem cheiro. A quantidade de fluido da utilização é indicada conforme o tamanho do modelo escolhido. Um litro fornece de 2 a 4 horas de funcionamento. O interessante é que as chamas têm coloração amarela, assim como as das lareiras à lenha.

Segundo os fabricantes Ecofireplaces, a emissão de CO2 é baixíssima, menor que o equivalente a nossa respiração. O kit vem com um acendedor, e não é indicado que utilize palitos de fósforo. Uma limpeza deve ser feita regularmente. Este formato é popular na Europa há mais de 15 anos, no Rio Grande do Sul é possivel encomendá-la a uma representante da marca.
Biofluido e lareira da Ecofireplaces Biofluido e lareira da Ecofireplaces  Biofluido e lareira da Ecofireplaces

Lareira ecológica e portátil da Ecofireplace
Lareira Vauni Lareira ecológica Vauni


Salamandras
Para ambientes internos e externos, existem salamadras de diversos estilos. Do vintage ao contemporâneo, passando pelo rústico. Os modelos são feitos em chapa de aço ou ferro fundido, e podem receber acabamentos em cerâmica e revestimento interior de tijolo refratário. A diferença do material reflete na durabilidade.

Salamadras da Fogo Mix Salamandra Argentina e Salamandra Luis XV da Fogo Mix


O combustível usado nas salamandras pode ser de três tipos: lenha, carvão ou pelets. Nos dois primeiros a exaustão deve ser feita com encanação vertical. Pelets é uma argamassa prensada de aparas de madeira e serradura. As vantagens da escolha de modelos que requerem este combustível são a alimentação automática e, como produz menos fumaça, pode ter uma exaustão horizontal. Além de poder ser ligada com controle remoto e regulagem eletrônica de temperatura.

A vantagem da salamandra em relação as lareiras é o modelo que vem com forno acoplado. Semelhante ao fogão à lenha, oferece uma utilidade extra para quem decidir colocá-la no jardim, em um espaço gourmet ou na casa de campo. É importante fazer revisão anual, limpeza do tubo de estração da fumaça.

Leia mais dicas para aquecer a casa
>> Saiba escolher o aquecedor certo
>> O que cuidar na hora de comprar
>> A opção do piso aquecido

Fonte: HAGAH RS
Comente: