Vai comprar móveis usados? Veja dicas de profissionais para fazer um bom negócio

Aprenda o que olhar para saber se vale a pena levar o móvel para sua casa

Móveis em madeira ou compensados
O primeiro ponto a observar é se o móvel não está com cupim. Pode-se notar se há presença do pó típico dos insetos ou se há pequenos furos na madeira, indicando a presença dos animais.

Armário

Além disso, é importante verificar se os móveis não foram remendados. Em geral, usa-se parafusos para prender as partes de armários, cômodas e outros, sendo que os pregos são usados apenas para pregar os fundos. Se há pregos em outros lugares - base, laterais, tampo, frente - é sinal de que, provavelmente, o móvel já foi desmontado muitas vezes - estando os furos de parafuso já gastos - e pode não ser tão firme quanto parece na loja. "Os produtos de hoje em dia aguentam, de maneira geral, cerca de quatro montagens e desmontagens", quantifica.

Móveis que já foram desmontadas muitas vezes podem apresentar peças desencontradas, ou com distância lateral. Quando isso acontece, as prateleiras, por exemplo, não se apoiam como deveriam e caem com frequência quando se coloca peso sobre elas. É preciso atenção também em relação aos rodapés dos móveis, pois são eles uma das sustentações do móvel.

Ainda, é importante notar se o móvel apresenta fundos abaulados ou pedaços "inchados", indicando que pegaram água. Funcionário do Brick do Alemão, outra loja do ramo, Bruno Roberto Santos de Souza alerta que o efeito da umidade em móveis feitos de aglomerado é ainda pior. "Por ser feito de madeira prensada, o material começa a desmanchar e em pouco tempo fica inutilizável", diz, desaconselhando a compra de qualquer mobiliário que pareça ter sido encharcado em alguma ocasião.

Ele também ressalta que, devido à diferença de qualidade e resistência, não é recomendável escolher móveis de aglomerado para suportar grandes pesos, sendo preferível deixá-los para objetos como roupeiros e cômodas. Para livros, sugere os feitos de MDF - no entanto, o preço desses últimos pode chegar ao dobro do valor em relação ao dos primeiros.

Gavetas
Gaveta

Outra indicação é analisar as gavetas, verificando se correm bem e dando preferência às que usam corrediça, em vez de encaixe de plástico. Abrir as portas para testar dobradiças e equilíbrio do móvel, ver se não se inclina ou balança com o movimento, e se as peças não estão empenadas também é recomendado.

Camas e colchões
Cama

Pés e estrado são as principais partes da cama que devem ser observadas. Verifique se não estão danificados, e se o móvel tem sustentação, se existe firmeza na junção entre as peças. No estrado, cheque se as ripas estão inteiras, e se não há rachaduras na madeira.

Quanto ao colchão, Silvia Cambruzzi, proprietária de um brique, é taxativa: "higiene é o primeiro aspecto a ser observado". Evite os que tiverem manchas, e lembre-se de que a poeira fica nas fibras, ou seja, na loja o colchão precisa estar coberto. Repare também no local onde está acondicionado, pois quando colocados no chão eles pegam umidade e ficam propícios ao mofo, posteriormente.

"Tudo o que for ser comprado em uma loja de móveis usados segue o mesmo padrão do que seria comprado em uma loja de novos", resume a empresária, "com a exceção de que as peças de segunda mão apresentam algum desgaste natural e, eventualmente, descoloramento devido ao tempo de uso".

Sofás
Sofá

Seguem a mesma lógica dos colchões quanto à limpeza e acondicionamento. Também têm a mesma recomendação das camas quanto à firmeza e estrutura em geral. No que diz respeito à espuma, Silvia explica que (em sua loja) os objetos comprados para revenda são apenas os que apresentam condição de uso. De maneira geral, no entanto, afirma que as lojas efetuam qualquer reforma necessária antes de colocar o produto à venda.

Eletrodomésticos
Novamente, a primeira dica de Silvia é observar se o estabelecimento tem assistência técnica, para garantir que o produto foi revisado e que eventuais problemas serão rápida e eficientemente resolvidos. "Você pode ligar na hora da compra e funcionar, mas chegando em casa dar problema. Por isso é importante ter a garantia", afirma.

Apesar disso, Souza aconselha que todos os eletrodomésticos sejam ligados na loja. No caso da geladeira, a sugestão é deixar uns minutos ligada e checar se está resfriando, além de ouvir se o motor está com algum barulho diferenciado. Para as máquinas de lavar, o segredo está no rolamento, que pode ser verificado escolhendo-se a opção de centrifugação. No fogão, teste todas as bocas e, se for elétrico, certifique-se de o mecanismo funciona em todos os pontos - incluindo o forno.

Televisores
TVs de caixa prata são as mais indicadas

Em época de Copa do Mundo, Souza dá mais uma dica: existem muitas TVs de 29 polegadas disponíveis nos briques. Isso porque, graças ao mundial e à redução de preços dos televisores de tela fina, as pessoas estão comprando novos aparelhos e vendendo os antigos para lojas de móveis usados. No caso das TVs, a dica é dar preferência às de caixa prata. "Essa são mais novas, as de caixa preta são mais antigas e dão problema com frequência", afirma.

Leia mais
>> Móveis usados têm garantia
>> Móveis usados garantem economia

Fonte: Pense Imóveis
Comente: