Como proteger o sofá dos pets

Veja dicas para evitar danos nos móveis evitando as ações dos bichinhos de estimação

Ter animais em casa é um prazer mas, como a maioria das coisas boas da vida, tem um custo. Os móveis são os primeiros a sofrer com a presença dos bichinhos de estimação e suas unhas afiadas. Para conviver bem com as diferenças, veja dicas que afastam os pets das peças que você não quer que estraguem ou, pelo menos, protegem os estofados das ações de cães e gatos.

proteja o sofá dos pets pense imóveis

Segundo a veterinária Lilian Timm, da Clínica Veterinária Bicho Vivo, normalmente o cão ou gato faz bagunça em casa porque está estressado. “A primeira atitude deve ser passear com o pet várias vezes ao dia, principalmente os cachorros”, comenta. No mercado, existe um produto que promete afastar os bichinhos, o chamado repelente de ambiente. O spray está disponível em várias marcas e custa, em média, 35 reais. O dono deve passar o produto nas áreas onde não quer a ação do animal que, com o tempo, deve perder o hábito.

proteja o sofá dos pets pense imóveis

Outro produto serve para evitar o estresse em gatos. Em spray ou difusores elétricos, o produto é espalhado no ambiente e deixa o animal mais calmo, o que diminui sua ansiedade em arranhar os móveis.

Lilian lembra que o cheiro de urina permanece no lugar marcado pelo animal desde a primeira vez e só sairá se for usado produtos com cheiros fortes, que prevaleçam sobre a urina. Enquanto o pet sentir o seu cheiro, o local será seu banheiro particular.

proteja o sofá dos pets pense imóveis

A urina dos pets realmente mancha os tecidos. Portanto, nos sofás a dica é usar tecidos mais resistentes e fáceis de limpar, como couro sintético ou capas plásticas. Couro e tecidos impermeáveis são bons para passar panos e escovas. No chão, tapetes de sisal são grandes amigos das unhas dos bichinhos, mas dão trabalho para os donos na hora de limpar.

proteja o sofá dos pets pense imóveis

Cortinas também são alvo das unhas e, até mesmo, das escaladas dos gatos. Para reduzir o dano, opte por poliéster, mais fácil de limpar ou, em casos mais extremos, por instalar persianas. Às vezes, é mais fácil que o dono se enquadre na rotina do seu pet, organizando a convivência da melhor maneira. “Uma cliente encheu o canto do sofá com brinquedos de borracha para afastar o cachorro e impedir que ele chegasse ali para fazer xixi”, diverte-se a veterinária. A criatividade também pode ser uma grande aliada nesses casos.

Leia mais
>> Prepare a casa para receber o pet
>> Como montar uma casinha para o bicho de estimação
>> Dicas para viajar com os bichinhos
>> Ofertas de casa com quintal no RS e em SC

Fonte: Pense Imóveis
Comente: