Confira as receitas exclusivas de cafés elaboradas por baristas e proprietários de cafeterias

São sugestões que você pode preparar em casa com sabor e aroma próximos daqueles que são servidos nas casas de cáfé; veja ainda como se prepara o surpreendente café tropeiro, tradicional do Rio Grande do Sul

O Pense Imóveis entrevistou proprietários de alguns dos estabelecimentos mais especializados em servir um café de qualidade e obteve deliciosas ideias para que você possa preparar a bebida em casa com sabor e aroma próximos daqueles que são servidos nas casas de cáfé. Veja ainda uma receita especial de Café Tropeiro, um café tradicional do Rio Grande do Sul, e saiba por que ele é tão diferente.

Mocha (moka) clássico do Café do Mercado
Esta é uma receita simples e pode ser feita em casa facilmente com uma máquina de espresso, ou, na falta do equipamento, com um café de qualidade gourmet passado bem forte. É o café mocha (ou moka), uma deliciosa mistura de chocolate (derretido), leite vaporizado (ou bem quente) e café espresso. O barista e gerente comercial de torrefação do Café do Mercado, Tiago Mello, sugere um doce de Pelotas como companhia da bebida.

Capuccino Campeiro do Press Café
Uma receita diferente de cappuccino criada pela equipe do Press Café para fazer em sua casa. É provável que não fique à altura do sabor do original, mas é fácil de preparar e leva um ingrediente muito especial: a abóbora!Press Café Campeiro

Ingredientes
30g de abóbora em calda amassada
1 espresso curto ou 30 ml de café passado bem forte – só a essência
100 ml de leite vaporizado ou aquecido normalmente
Toque de corante de alimento laranja, se preferir.

Modo de preparo
No fundo da taça ou xícara, coloque a abóbora em calda amassada. Acrescente o café passado bem forte, polvilhe o corante em cima do café, se preferir. Finalize com o leite quente.

 

Torta de Café da Cacaia, do Café do Porto
Uma receita exclusiva sugerida por Cláudia Bestetti, a Cacaia, proprietária do Café do Porto. É elaborada com blends moídos pelo estabelecimento e é perfeita para acompanhar uma taça de espresso.

Ingredientes
500g de cream cheese
500g de nata
400g de leite condensado
1/2 xícara de um blend Café do Porto
1 pacote de biscoito tipo Maria triturado
1 pacote de gelatina sem sabor
200g de manteiga sem sal

Modo de preparo
Misture os biscoitos triturados com a manteiga, fazendo uma massa uniforme. Em uma forma redonda, forre o fundo com a mistura do biscoito e da manteiga. Leve ao forno pré-aquecido a 150° por 15 minutos.

Recheio
Em um liquidificador, coloque o cream cheese, a nata, o leite condensado e o café. Bata tudo por alguns segundos. Em seguida, acrescente a gelatina dissolvida.* Despeje tudo na forma já forrada com a mistura de biscoitos e manteiga. Leve ao refrigerador por 2 horas.

* Dissolva a gelatina em uma xícara com água fria e leve ao banho-maria ou microondas por 30 segundos. Não deixe ferver.

 

Café Tropeiro, o sabor do café gaúcho
O café tropeiro é preparado sem coador e leva um ingrediente inusitado. É muito fácil de preparar, desde que você tenha os instrumentos adequados. É uma bebida rústica mas muito saborosa. Era originalmente preparada por tropeiros gaúchos que compravam e vendiam gado, e muitas vezes precisavam im provisar um café de chaleira ou de bule feito em fogo de chão. O sabor da madeira queimada dá um toque especial ao café, tornando-o uma bebida ainda mais saborosa. Leia a seguir como proceder.

1. Coloque a água para ferver no fogão a lenha.
2. Quando a água estiver fervendo, adicione o pó do café de acordo com a quantidade desejada (4 colheres de sopa para um litro e meio de água).
3. Misture bem com uma colher.
4. Retire do fogo e adicione uma brasa – isso mesmo: um pedaço de lenha incandescente – ao café.
5. Espere alguns minutos, até a brasa se apagar, e espere o pó baixar (durante uns 3 minutos). O pó se deposita no fundo da vasilha; o líquido fica sem vestígios.
6. Sirva o café tropeiro em xícaras rústicas.

Assista ao vídeo abaixo e veja como um gaúcho faz café tropeiro.

 

Leia mais
>> Especial: Café, um universo rico em sabores, texturas e história
>> Café do Mercado: especialização em perfis de torra
>> Press Café: aroma intenso e... nada de açúcar!
>> Café do Porto: agito gourmet
>> Z Café: blends exclusivos e cardápios diferenciados
>> Quais são os tipos clássicos de café, você sabe?
>> Conheça a trajetória histórica de coincidência e sucesso do café

>> Brunch: o café da manhã reforçado evolui para novos hábitos
>> Canecas para divertir e decorar

Canecas para divertir e decorar

Fonte: SIMONE MARQUES
Comente: