Imóveis às margens da BR-470 começam a ser desapropriados em Santa Catarina

A compra dos imóveis segue os valores de mercado e o contrato será feito somente em nome do proprietário. Depois de aceita a proposta, começa o processo de desapropriação

A duplicação da BR-470, entre Blumenau e Indaial, em Santa Catarina, vai além da construção de mais duas pistas. No lote de número 4, o primeiro a passar por obra, casas e estabelecimentos comerciais precisarão ser retirados das margens da rodovia. Sem divulgar a quantidade nem identificar os imóveis para evitar a especulação imobiliária, a assessoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) afirma que já começou a informar os proprietários atingidos sobre o processo de desapropriação. Em breve, todos receberão a visita de funcionários do órgão.

A compra dos imóveis segue os valores de mercado e o contrato será feito somente em nome do proprietário. Depois de aceita a proposta, começa o processo de desapropriação. O Dnit alerta que, para as visitas, todo o funcionário estará identificado e em hipótese alguma fará o pagamento em dinheiro. O valor negociados será depositado diretamente na conta do beneficiário e estará identificado em nome do departamento. A informação serve de alerta para evitar golpes.

Um levantamento feito para o projeto executivo identificou todos os imóveis atingidos pela duplicação e, desde então, o Dnit monitora as vendas. A medida serve para evitar que imobiliárias ou oportunistas comprem o imóvel por um valor e queiram vendê-lo pelo dobro do preço. Caso o dono do imóvel não aceite o preço ofertado pelo Dnit, o departamento recorrerá à Justiça.

 

Leia mais:
>> Veja imóveis à venda em Blumenau
>> Veja anúncios de imóveis à venda em Indaial
>> Anuncie seu imóvel no Pense Imóveis

Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA
Comente: